RN ultrapassa produção de 3 mil megawatts de energia eólica

energia-eolica-750x422Com a entrada em operação do Parque Eólico Vila Pará II, em 15 de setembro passado, em Serra do Mel, o Rio Grande do Norte passou a contar com 111 usinas em operação produzindo 3.010,26 MW. Para se ter uma ideia, esse volume é suficiente para iluminar três metrópoles como o Rio de Janeiro.

Nos últimos três meses, o Rio Grande do Norte recebeu novos investimentos das empresas Gestamp Eólica do Brasil, da CPFL Renováveis e da Voltália Energia do Brasil, nos seguintes municípios:

Julho

Parque Macambira I – Santana do Matos – Gestamp Eólica do Brasil
Parque Macambira II – Lagoa Nova – Gestamp Eólica do Brasil

Agosto

Parque Ventos de São Benedito – São Miguel do Gostoso – CPFL Renováveis
Parque Vila Amazonas – Serra do Mel – Voltália Energia do Brasil
Parque São Domingos – São Miguel do Gostoso – CPFL Renováveis

Setembro

Parque Vila Pará I – Serra do Mel – Voltália Energia do Brasil
Parque Vila Pará II – Serra do Mel – Voltália Energia do Brasil

O primeiro semestre deste ano também foi de destaque para o setor, com 20 novos parques eólicos em Operação no Rio Grande do Norte. Os dados são da Agência Nacional de Energia Elétrica – ANEEL. Além dos parques em operação, a situação dos que estão em construção e dos contratados no Rio Grande do Norte é a seguinte: – Em construção – 26 parques (670,60 MW) – Contratados – 43 parques (1.068,40 MW)

“Investir no setor eólico representa, cada vez mais, boas perspectivas para quem busca oportunidades de crescimento econômico. Poucas áreas têm as condições tão favoráveis como o Rio Grande do Norte para a geração de energia eólica”, afirmou o secretário do Desenvolvimento Econômico, Flávio Azevedo.



Deixe seu comentário

%%%%%%%%%%%%%%%%%%