Jurista Hélio Bicudo morre aos 96 anos

O jurista e político Hélio Bicudo, de 96 anos, morreu na manhã desta terça-feira (31) em sua casa, nos Jardins, em São Paulo. Os locais do velório e do enterro ainda não foram divulgados.

Professor de direito do Largo São Francisco e ex-integrante do Partido dos Trabalhadores (PT), Bicudo foi um dos autores do pedido de impeachment contra a ex-presidente Dilma Rousseff (PT) na Câmara dos Deputados em 2015.

Ativista dos Direitos Humanos, ficou conhecido por condenar integrantes do Esquadrão da Morte, uma organização paramilitar que agia em São Paulo nos anos 70, época em que era promotor.

Posteriormente, o jurista atuou como procurador de Justiça do Estado de São Paulo. Em 86, Bicudo filiou-se ao PT e foi candidato ao Senado. Foi secretário dos Negócios Jurídicos do município de São Paulo na gestão da ex-prefeita Luiza Erundina entre 1989 a 1990, ano em que se elegeu deputado federal.

Em 2000, foi empossado presidente da Comissão Interamericana de Direitos Humanos, com sede em Washington, nos Estados Unidos. Entre 2001 e 2004, foi vice-prefeito de São Paulo durante a gestão da petista Marta Suplicy. Em 2005, Bicudo deixou o PT.

Ele deixa sete filhos, netos e bisnetos. Ele estava viúvo desde março, data em que sua mulher Déa faleceu.

G1



Deixe seu comentário

%%%%%%%%%%%%%%%%%%