Robson Cabugi

Sessão solene celebra 70 anos do Serviço de Assistência Rural da Arquidiocese

Os 70 anos do Serviço de Assistência Rural e Urbana da Arquidiocese de Natal (SAR) foi tema de sessão solene realizada pela Assembleia Legislativa do Estado, na tarde desta segunda-feira (18). Também foram homenageadas pessoas e instituições atuantes na causa rural e que já passaram pelo SAR. O evento foi uma proposição do deputado Francisco do PT.

Como propositor, Francisco do PT abriu o evento fazendo um resumo histórico do trabalho prestado pela instituição, lembrou a luta da arquidiocese ao longo dos anos e destacou diversas ações promovidas pela instituição por meio de um conjunto de atividades educativas, políticas e sociais.

“É de fundamental importância que possamos prestar essa homenagem, enquanto a assembleia legislativa, tanto aos homens quanto as mulheres. A igreja tem uma preocupação social e ambiental em fazer com que as pessoas possam sonhar e ter dignidade de ter uma vida melhor. O trabalho na educação e assistência social, por meio de programas e pelo cooperativismo, a luta pelo desenvolvimento econômico, a luta pela economia solidária, além da luta pela posse e permanência na terra são fatores essenciais a sociedade potiguar. Além de tudo é um trabalho que tem sido fundamental com estudos e diagnósticos da situação do campo, com as missões rurais e com serviços de assistência técnica. Nesse sentido, contribui com o processo de construção da cidadania, com o controle social das políticas públicas, disseminando o conhecimento de práticas inovadoras e com preservação ambiental”. Explicou o parlamentar.

Dom Jaime Vieira Rocha, arcebispo de Natal, agradeceu e parabenizou a assembleia pela iniciativa. “Essa homenagem passa a fazer parte da história da arquidiocese na luta pelo meio rural. Esse reconhecimento é muito significativo. Por duto isso, redemos graças a Deus. O SAR presta um serviço social importante diante do contexto político e econômico com trabalho voltado desde o cuidado com a cidadania do homem do campo, no combate ao analfabetismo, ao projeto de educação política e disseminando a ideia de que voto não tem preço tem consequência”, destacou Dom Jaime.

Leia mais no link abaixo…

D\'eliene


Deixe seu comentário

%%%%%%%%%%%%%%%%%%