Aluguel de Van por 400 mil pegou secretários e assessores de surpresa

A notícia do contrato com PG Construções e o valor pago a esta empresa pelo aluguel de uma Van pegou muita gente de surpresa, com exceção do Prefeito Felipe Menezes e os primos Secretários Netinho Cruz e Liliane Menezes. Esses três sabiam o que foi contratado e o que foi pago, inclusive centavos.

Mas outros secretários e assessores ficaram surpresos. O blog conversou com um ocupante de cargo de confiança do Palácio Alzira Soriano, que revelou que o sentimento é de muita decepção com o Prefeito. No mínimo, Felipe sabia que esse contrato causa prejuízo à administração e aos cofres públicos.

Nos corredores da Prefeitura, nem os cargos comissionados acreditaram que fosse melhor gastar mais de 401 mil reais em 7 meses, em vez de pagar menos de 10 mil mensal por um aluguel fixo.

Mas não foi isso que deixou a militância de Felipe Menezes triste: o que entristeceu a todos foi o silêncio do Prefeito em meio a um escândalo dessa natureza.

Comenta-se que há 1 secretário, cuja fama de sua reputação é muito boa, conquistada ao longo de sua vida profissional, que está pronto para abandonar o barco.

O prefeito Felipe Menezes poderia vir a público explicar porque preferiu fazer esse contrato com uma Construtora e na mesma oportunidade, junto com a PG Construções, apresentar a movimentação financeira da conta que recebeu esses valores nos cinco dias subsequentes a cada pagamento feito pela Prefeitura.

Já que perguntar não paga imposto:

– Quanto foi pago ao motorista da VAN para dirigir ela?
– Quanto foi pago à dona da VAN?
– Houve saques em espécie? Houve transferência para alguém que conhecemos?

Capacitismo - entre materias


Deixe seu comentário

%%%%%%%%%%%%%%%%%%