Natália Bonavides e Rafael Motta votam a favor de projeto que gera prejuízos de R$ 1 bilhão ao Governo e prefeituras do RN

A Câmara dos Deputados aprovou o Projeto de Lei Complementar que fixa em 17% na Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) cobrados aos serviços coletivos e de energia elétrica.

Da bancada do RN, os Deputados Federais Natália Bonavides e Rafael Motta (aliados da Governadora Fátima Bezerra) votaram a favor.

Segundo o secretário estadual de tributação Carlos Eduardo Xavier, os chegar ao Governo do Rio Grande do Norte (RN) a R$ 1 bi/ano. Sendo que as prefeituras potiguares devem perder 25% desse montante.

Do Rio Grande do Norte (RN), apenas a Senadora Zenaide Maia (PROS), o Senador Jean Paul Prates (PT) e o Deputado Federal Walter Alves (MDB), votaram contra e mantiveram a fidelidade à governadora Fátima Bezerra.

Por Robson Pires



Deixe seu comentário

%%%%%%%%%%%%%%%%%%